Pastoral do Dízimo

“Deus ama quem dá com alegria” ( 2 Cor.9,7).

O Dízimo não é uma forma de arrecadar dinheiro, mas, acima de tudo, é uma catequese para sermos mais Igreja. Dinheiro e Dízimo são diferentes!  Cabe a Pastoral do Dízimo promover reflexões, junto ao paroquiano, conscientizando-os sobre a dimensão bíblica, teológica e espiritual do Dízimo; mostrar que o Dízimo é um ato de fé, de esperança e de caridade e, principalmente,  apresentar o Dízimo como condição central da experiência de comunhão e participação e, portanto, da experiência de ser e de agir como Igreja.

Coordenador:

Heleno Aparecido Vieira
Telefone: (61) 99983-6692

Data e Horário da reunião: 

2ª segunda-feira do mês às 20:00

Quais as tarefas próprias da Equipe da Pastoral do Dízimo?

O seu papel primordial é o de ser conscientizadora. A ela cabe lembrar sempre aos fiéis o compromisso do Dízimo como questão de fé e de confiança na Divina Providência.

Quem pode participar da Pastoral do Dízimo?

Qualquer pessoa que tenha boa vontade e que saiba evangelizar (e isso é tarefa de todo cristão!) pode ser membro da Equipe da Pastoral do Dízimo!

Perguntas sobre o Dízimo

O que a Bíblia diz sobre o Dízimo

O que a Bíblia diz sobre o Dízimo? (Heb 7-5)

Segundo a lei de Moisés, os descendentes de Levi que se tornam sacerdotes devem receber o dízimo do povo, isto é, dos seus irmãos, embora estes também sejam descendentes de Abraão.

(Heb 7-5)

O Dízimo é Obrigatório? (Lev 27,30)

Todo o dízimo do país tirado das sementes da terra e dos frutos das árvores pertence ao Senhor como coisa consagrada.

(Lev 27,30)

Podemos enganar a Deus? (Mal 3-8,9)

Pode um ser humano enganar Deus? Pois vós me enganastes! E perguntais: ‘Como foi que te enganamos?’ No dízimo e nas primícias. Vós estais mesmo amaldiçoados, pois é a mim que estais enganando, nação inteira.

(Mal 3-8,9)

O que não pode ser esquecido? (Deut 16,17)

Cada um fará suas ofertas conforme as bênçãos que o Senhor teu Deus lhe houver concedido.

(Deut 16,17)

O Dízimo é um desafio de fé? (Mal 3,10)

Trazei ao tesouro do templo o dízimo integral, para que haja recursos na minha casa. Fazei comigo esta experiência – diz o Senhor dos exércitos. Vamos ver se não abro as comportas do céu, se não derramo sobre vós minhas bênçãos de fartura.

(Mal 3,10)

De quanto deve ser o Dízimo? (2 Cor 9,7)

Que cada um dê conforme tiver decidido em seu coração, sem pesar nem constrangimento, pois “Deus ama quem dá com alegria”.

(2 Cor 9,7)

Se eu entregar o Dízimo ele vai me fazer falta? (2 Cor 9,8)

Deus é poderoso para vos cumular de toda sorte de graças, para que, em tudo, tenhais sempre o necessário e ainda tenhais de sobra para empregar em alguma boa obra.

(2 Cor 9,8)

Qual o destino do Dízimo? (Deut 14,28-29)

No fim de três anos, porás de lado todos os dízimos da colheita do ano, depositando-os dentro da cidade. E vindo o levita – que não tem parte nem herança como tu –, o estrangeiro, o órfão e a viúva que estiverem em tua cidade, eles comerão à saciedade, para que o Senhor teu Deus te abençoe em todos os teus trabalhos.

(Deut 14,28-29)

Oração do Dizimista

“Recebei Senhor, minha oferta!
Não é uma esmola, porque não sois mendigo
Não é uma contribuição porque não precisais dela.
Não é o resto que me sobra que vos ofereço.
Esta importância representa, Senhor,
representa a minha gratidão
e o meu reconhecimento, meu Amor,
pois se tenho, é porque Vos me destes.” Amém.

 

 


SECRETARIA PAROQUIAL

Terça a sexta:
8:00 às 12:00 e 14:00 às 19:00
Sábado:
8:00 às 12:00

TELEFONES:
(61) 3965-3479
(61) 99253-0652 (Claro)
(61) 99949-7047 (Vivo)
(61) 98538-8478 (Oi)
(61) 98200-1503 (Tim)

HORÁRIO DAS MISSAS

DOMINGO: 8:00, 10:00 e 19:00
Terça a sexta: 19:30
Sábado: 19:00

CONFISSÃO:
Terça a sexta: 18:00